Busca rápida
barra
Busca detalhada

Home > Artigos > Como identificar os sinais de crise em sua empresa


Como identificar os sinais de crise em sua empresa

Por Fábio Astrauskas*

O número de recuperações judiciais bate seguidos recordes e a maioria das empresas atribui a opção por esse instrumento a fatores externos.

Mas o empresário precisa estar atento também a fatores internos da companhia para prevenir problemas que resultem em recuperação judicial ou falência.

Segundo Fábio Austrauskas, CEO da consultoria especializada Siegen, é fundamental identificar esses problemas. “Os fatores podem ser fortuitos (crises globais, catástrofes naturais), mas também podem ter origem operacional (produção e vendas) e gerencial (administração e gestão).“

“Dentro de cada fator, existe um estágio progressivo de dificuldade, que apresenta sinais claros de que algo não vai bem. Classificamos esses estágios como: precoce, intermediário e agudo”, explica Fábio Astraukas, CEO da consultoria Siegen.

De acordo com o especialista, as empresas chegam à crise após má administração e decisões econômicas incorretas. O não reconhecimento dessas decisões equivocadas também é apontado pelo especialista como algo prejudicial e muitas vezes responsável pelo pedido de recuperação judicial.

“Atentando-se aos sinais, é possível dizer que muitas dores de cabeça podem ser evitadas e a saúde da empresa pode ser recuperada. Vemos diariamente companhias recorrendo à RJ, como uma possível solução para evitar a falência, quando na verdade, esse estágio poderia ter sido evitado.”

Especialista sinaliza os principais sinais de crise inicial e avançada:

Iniciais

  • Piora nos resultados
  • Incerteza quanto à necessidade de caixa no curto prazo
  • Preocupações com nível do endividamento
  • Necessidade de capitalização
  • Mudanças na gestão
  • Preocupação de clientes e fornecedores
  • Falta de informações sobre a empresa

  • Avançados
  • Quebra de contratos com clientes e agentes financeiros
  • Vencimento de empréstimos sem renovação do crédito
  • Crise de caixa iminente
  • Quebra de relacionamento com fornecedores e clientes
  • Taxas de juros acima de parâmetros de mercado
  • Perfil das instituições financeira com quem a empresa está fazendo negócio

  • *Fábio Astrauskas é CEO da Siegen, consultoria de negócios, mostra os principais sinais de crise em uma empresa, que podem levá-la ao pedido de recuperação judicial ou falência.

    Fonte: Tamer Comunicação



    Outros artigos:

    Especialista explica segredo para atrair mais clientes para a sua empresa

    Tecnologia da Fujitsu permite identificar a satisfação dos clientes

    O poder da autoconfiança na gestão das empresas




    Compartilhe:




    Comente